Competição e solidariedade

O Boccia fez a sua aparição na Seixalíada no passado dia 1 de Outubro, com um torneio consagrado a portadores de deficiência de diferentes graus.

Organizado pela Comissão Técnica do Desporto Adaptado, o III Torneio de Boccia congregou 83 jogadores, que evoluíram sob o olhar atento e entusiasmado dos muitos espectadores que se deslocaram ao Pavilhão da Escola Pedro Eanes Lobato.

Na competição, André Ramos mostrou-se o mais forte; seguiram-no, ex-aequo, Rita Patrício, Ivo Descalço e José Carlos Mateus, enquanto em terceiro lugar ficaram Joaquim Medalhas e Isabel Pedro. Todavia, o certame ofereceu também saudáveis momentos de convívio e troca de experiências, o que por certo não será despiciente.

Paralelamente ao torneio, decorreu uma acção pública de sensibilização e divulgação do novo projecto da Associação de Paralisia Cerebral de Almada e Seixal, o qual está a ser levado a cabo em parceria com a Câmara do Seixal, o Ministério da Educação, Direcção Regional de Educação do Vale do Tejo e Paralisia Cerebral – Associação Nacional de Desporto.

“O objectivo principal de todo o projecto da Associação – lê-se num documento programático – é o de contribuir para a inclusão escolar e social das crianças e jovens com necessidades educativas especiais de natureza permanente e o de valorizar comportamentos de solidariedade e de respeito pela diferença.”
Seixaliada